Curso básico sobre projeção astral, gravado em 2007, somente em áudio, pelo estudioso sobre o assunto, Saulo Calderon. Neste áudio o tema é assistência extrafísica.

*Ressalto que aqui possui grande parte do que foi falado no áudio e também alguns pontos acrescentados por mim. Para as pessoas que se interessam de fato pela projeção astral, sugiro fortemente ouvirem todos os áudios, pois muito do que foi explicado de forma detalhada não foi redigido no post. Acesse o curso básico no site do próprio Saulo, o Grupo Viagem Astral.

Saulo inicia o áudio com a leitura de um texto do livro Iniciação Viagem Astral, de João Nunes Maia, pelo espírito Lancellin:

“A palavra iniciação lembra-nos, de imediato, os grandes iniciados. Faz-nos recordar e visualizar os grandes homens que legaram traços de luz para a humanidade através da conduta do dia-a-dia. A força do exemplo é como que uma energia circulante, capaz de acordar os cépticos e fazer andar os que dormem; levantar os caídos pela desilusão e alegrar os tristes. A concha evolutiva em que estamos presos torna difícil realizar o empenho do coração em ingressar nas hostes dos benfeitores maiores da espiritualidade; requer, de todos nós, tempo e um esforço maior em todas as direções que conhecemos, em se tratando de educação, disciplina e amor. Querer alistar-se nessa escola de grandeza espiritual é a pretensão de muitos, todavia, poucos conseguem respirar em meio a tantas contradições, com o mesmo sorriso de alegria, por estar subindo verticalmente, sonhando na Terra com a libertação. O iniciado, nos dias em que vivemos no calendário da Terra, deve procurar ser um super-homem, aquele que se expressa com sensatez na seqüência dos dias, exemplificando as virtudes anunciadas pelos Maiores e projetando outros meios de concordâncias para o equilíbrio da vida e dos corpos que a Criação lhe empresta para evoluir no campo imenso da existência. O iniciado nos segredos da natureza e no complexo estupendo, onde o amor se divide para ser entendido pelos homens, encontra a solução ou a explicação para tudo o que ocorre no mundo externo e interno em que vive. Ele começa a conhecer os caminhos por onde deve trilhar, com o máximo de cuidado e equilíbrio. O aluno do Bem já purificou a sua mente de maneira que não é dado a pensamentos negativos, por ser conhecedor dos desastres que as idéias pesadas lhe causam, no macro e no micro universo que se interligam e que registram todos os seus sentimentos, devolvendo para o seu uso, o que neles foi escrito com o lápis da vida. A caridade verdadeira deve ocupar as duas esferas de vida: se doas um pão, não te esqueças da palavra de estímulo a quem recebe, sobre os meios de adquirir o seu sustento, sem permitir que tuas palavras possam parecer ofensivas. Se és refinado em provérbios que educam e instruem as criaturas, não te demores em compridas teorias; alcança sem delongas o objetivo e esforça-te para viver o que falas aos outros. Se a vaidade te incomoda, querendo mostrar tudo que fazes de bom aos semelhantes, não te demores muito tempo nesse ambiente falso e inverte o interesse, vendo o que de melhor os outros estão fazendo. Educa-te por dentro, que a atmosfera de fora executará as mudanças externas. Toda subida pede conhecimento e todo conhecimento requer amor. O corpo físico e os corpos sutis que o interpenetram são instrumentos que esperam da alma pensamentos puros, para orquestração elevada, sensibilizando todos os sentidos em refinadas melodias, onde a harmonia se assenta como base a sustentar a tranqüilidade imperturbável. Não deves iludir-te com facilidade apropriada aos incautos e aos néscios, buscando por a mão no salário a que fizeste jus; o despreendimento é fato nobre, que alegra aos anjos, mas, para ser verdadeiro, deve acompanhar a conduta moral nos contatos que muitas vezes surgirão em tua existência.

A iniciação não é somente conhecer; o conhecimento completo está na prática. O aluno de medicina escuta nas aulas o verbo fluente do mestre mas, depois, vai ao pé do leito confirmar o que ouviu. Se gostas somente de teoria e te sentes bem nisso, não prossigas com esta leitura: fecha este livro e vai sonhar, até alguém bater de novo à tua porta. Precisamos de mãos esclarecidas que operem sem murmúrios. Existem escolas filosóficas que dão as diretrizes para que seus seguidores atinjam a libertação, esquecendo-se, entretanto, da dosagem dos ensinamentos, o que leva seus discípulos ao fanatismo e ao proselitismo. Onde fica o equilíbrio indispensável à solidez do trabalho? E a sensatez que direciona esse trabalho no sentido da evolução? Toda prática espiritual, todo desenvolvimento psíquico, busca por sintonia o silêncio. O iniciado deve procurar ser um homem perfeito em todos os aspectos da vida que, se ofendido, não ofende: esquece. Se maltratado, não revida; ajuda a todos em seu caminho. Começa examinando hoje mesmo o que tens feito na vida e da vida que Deus te deu. O que tiver que ser consertado, conserta logo. Se não tens força para tal, continua alimentando idéias de melhorar que os Céus operarão em ti com mais intensidade. A primeira coisa a fazer é limpar-te de hábitos e vícios, que são manifestações de inferioridade. Coloca a tua mente na universidade de Deus, os teus ouvidos na escola do bem-ouvir e a tua boca sob uma educação intensiva. Nunca deixes faltar atividades para as tuas horas de folga, nem percas tempo na vida que passa; faze algo de bom, para que isso fique registrado na memória da vida, que não se esquece de nada. Dá o primeiro passo. E nas horas difíceis, assim como nos momentos felizes, não te esqueças da prece, companheira constante daquele que está no caminho da iniciação. Miramez”

Posterior a leitura, Saulo comenta sobre a história contida neste livro, e sobre como é difícil se manter lúcido, sem preconceitos, sem intolerância e com bons sentimentos para auxiliar a todos durante a projeção. Indica o livro, e menciona que é uma leitura primordial para os aspirantes projetores do bem.

Logos após, Saulo faz a leitura de um outro texto, do livro Viagem Espiritual III de Wagner Borges.

“O PROJETOR AZUL E DOURADO I

Ele surgiu na região trevosa, envolto numa luz azul e dourada, transbordante de sentimento puro. Flutuou sobre a multidão espiritual que o esperava e espargiu energias sadias para todos que ali estavam. De suas mãos fluíam raios coloridos, que se misturavam às auras daqueles espíritos sofredores.

Seu momento mágico era aquele. Fazia contato extrafísico com aqueles seres de profundidade desconhecida. Eles tinham medo, mas precisavam desesperadamente da luz que ele portava.

Sua missão era clara: canalizar energias balsâmicas para aqueles seres em sofrimento. Seu amparador espiritual o havia orientado corretamente: “Basta manter o pensamento elevado, o sentimento bonito e a energia pulsando”.

Seu corpo espiritual brilhava intensamente, e quem o visse naquela cratera extrafísica, em meio aqueles espíritos doloridos, diria que um “ser-estelar-espiritual” visitara as furnas umbralinas.

Ele se lembrou do amparador intangível, que, situado em dimensões sutis, coordenava-lhe os deslocamentos assistenciais nas regiões densas.

Conduzido telepaticamente por ele, exteriorizou as energias salutares para aquela multidão de desvalidos das sombras. Terminada a tarefa, ele volitou novamente ao plano terrestre, onde seu invólucro físico dormia profundamente. Não estava preocupado se iria se lembrar ou não daquela projeção. Pois, sentia-se bem por ter sido útil no contexto evolutivo da humanidade.

Projetores desse porte são o “ouro” dos amparadores, assim como estes são o “ouro” dos bons projetores.

– Savananda (Os Iniciados) –

“Irmão, desprenda-se das ataduras do corpo e decole na Luz do discernimento espiritual… E voe velozmente pelos planos sutis e alcance a origem de suas aspirações.

Comungue com os Seres de Luz e aprenda com eles a arte da Paz.

Viaje até o plano da mente pura e nutra seus objetivos na consciência cósmica.

Em seguida, retorne ao plano da carne e compartilhe com todos a energia e o Amor de mais uma viagem espiritual.”

Saulo começa a falar sobre os mentores, que todos temos um amparador. E estes querem ver o nosso avanço, querem nos ajudar a vencer a nossa jornada. E nos auxiliam muito, inclusive na projeção, ainda mais para aqueles que a procuram para o trabalho de auxílio.

Quando a nossa mente está em equilíbrio, com a nossa energia boa, e com uma situação emocional equilibrada e as circunstâncias sejam positivas, os amparadores vão utilizar de nossas energias para o auxílio a encarnados ou desencarnados, que necessitam de amparo. E isso ocorre de uma forma sutil, as vezes sem o projetor nem perceber que participou do auxílio. Muitos ainda não têm a devida preparação para abordar o indivíduo necessitado, nesses casos os mentores tiram a energia do projetor e fazem o trabalho de forma sutil. É claro que com o projetor lúcido, o auxílio é muito mais completo, mas isso ainda é raro de acontecer. A ideia é que todos nós possamos nos tornar em projetores conscientes e lúcidos no amparador.

As projeções assistenciais vão acontecer, normalmente em lugares nada agradáveis, no umbral mesmo, com consciências desequilibradas mentalmente, enfermas.

Prepare-se com carinho, trabalhe suas energias, mantenha-se consciente e trabalhe no amparo.

As vezes o trabalho pode acontecer sem sair do corpo, se você se deitar e houver alguém necessitando de energia, doe energia, seja útil. Faça da seguinte forma: encha seu coração de amor, sintonize o melhor que você puder, faça uma prece, sinta aquilo que te faça transbordar, querer ser melhor, útil. E pense na pessoa que você quer ajudar. Pense nessa pessoa entrando em um estado de graça. Caso você tenha dificuldade, peça ajuda, peça aos mentores que levem sua energia até esse ser.

Não conseguiremos ver os mentores facilmente. Eles não são densos, muito sutis e as vezes não estão na mesma dimensão que a nossa. O que nada impede que eles atuem ali no amparo. Não é necessário ficar com receio, pois receberemos todas as instruções, claras, com voz clara na mente. Também não é incomum, após o amparo, conseguirmos mudar de faixa e assim passamos a visualizar os mentores, por ter nos conectado com uma energia tão bonita.

Você vai encontrar fora do corpo, todo tipo de entidade e mentor, caboclo, preto velho, dentre outros. A visualização de muitas dessas entidades se dá inclusive por eles serem mais densos propositalmente, para o amparo mesmo.

É necessário estarmos libertos fora do corpo, quanto mais libertos estivermos, melhor será nosso trabalho.

Muitas vezes o processo que teremos, pode estar ligado a nós mesmos, ou seja, os espírito que iremos ver, a nossa família, e até mesmo nos nossos próprios processos de desobsessão. Temos que estar sempre com o coração aberto, para que possamos agir da melhor forma possível e aprender o que nos for passado.

-Prepare-se para uma jornada que mudará para sempre a sua espiritualidade, a forma como você vê as coisas.

Como se portar perto de uma equipe espiritual

Mesmo não vendo os mentores, não quer dizer que eles não vão estar ali.

Mantenha conexão, sintonia, mente calma e confiança total de que você não está só. Muitas vezes eles vão controlar o seu corpo, vão falar através de você.

Sempre use o bom humor, mesmo em situações que não saiba o que fazer. Os mentores nos entendem, as nossas limitações, as nossas fraquezas.

Caso consigamos ver o mentor, mantenhamos a calma, pensemos que nossa primordial tarefa é o amparo. Depois sim, você pode pensar em perguntar se tem mais alguma coisa para fazer, colocar-se a disposição.

Peça licença se for perguntar algo, os mentores conseguem ler nossa mente.

Como vão reagir os espíritos na hora que você chegar para o amparo?

Vai depender do tipo de espírito que está ali. Também, se os mentores lhe levaram até ali, isso significa que o espírito já está em momento de ser ajudado.

Pode acontecer de serem nervosos, raivosos. Podem xingar, reclamar e não entre na faixa deles, dê-lhe um passe, estenda as mãos e envie energias a estes espíritos. Os mentores estarão com você o tempo todo. Você vai sentir através da telepatia com os mentores, tudo o que deve fazer.

Como amparar e como usar de ferramentas psicológicas para amparar

Na hora do amparo, precisaremos de algumas ferramentas, de algum auxílio.

A primeira coisa é passar energia e o processo da conversa é tão importante quanto passar energia.

Nesse momento, aos 48 minutos do áudio, Saulo cita alguns exemplos de como tratar uma conversa com o espírito necessitado. Sugiro ouvirem diretamente o áudio, são exemplos muito bons de como se portar numa conversa.

Fim do áudio, muito bom por sinal, Saulo fez a leitura do livro de Francisco de Assis:

“Para se falar sobre um anjo torna-se necessário ser um anjo também – condição da qual estamos muito longe. Vamos dar leves traços sobre este livro que retrata a personalidade de Francisco de Assis, há oito séculos atrás.

O nosso companheiro Miramez escolheu alguns acontecimentos ocorridos com o Poverello de Assis , em uma seqüência de quarenta e quatro anos e que foram quarenta e quatro anos de caridade, vividos no seio da humanidade que ignorou a grandeza desta alma de esferas distantes, espírito destinado a deixar um traço de união entre todos os seres que vivem e todas as organizações políticas e religiosas.

O nosso amigo espiritual nos diz que este livro é uma simples anotação sobre a vida desse grande santo, que faz parte do colégio apostolar de Jesus.

Francisco de Assis viveu a mensagem do Evangelho de modo a consolidar a palavra Amor , fazendo-a sair da teoria e avançar para a prática no dia a dia. Não há jeito na terra de pensar e escrever sobre a caridade, sem lembrar do homem da Úmbria: todos os caminhos por onde passou falam dele. Deixou impregnado no tempo e no espaço, nas coisas e na própria natureza, algo de divino, que somente o tempo poderá revelar no futuro, para a grandeza da fé. Não se pode lembrar dos hansenianos sem encontrar a figura extraordinária de Francisco; não se pode falar da assistência social, sem que ele esteja no meio; não se pode referir ao amor, sem a sua benfeitora irradiação.

O Cristo operava no mundo pelas mãos angélicas desse Anjo de Deus, confortando os doentes, curando os enfermos, instruindo os ignorantes, fartando os famintos e vestindo os nus. Dava sem receber e recebia distribuindo. Amava sem exigências e, quando ofendido, amava o ofensor. Abençoava a todos, e, quando apedrejado, servia mais. Falava em ferir, e, quando ferido, compreendia o revoltado. Nunca se indignava e, quando em meio a revolta, orava em favor de todos. Trabalhava e amava o trabalho. Defrontando-se com a inércia, estimulava o labor. Tinha como base da felicidade, a alegria. Quando encontrava a tristeza, alegrava-se mais. Não falava em doenças. Quando encontrava enfermos, enfatizava a saúde, sem esquecer da fé. Ouvia em silêncio os que sofriam e falava quando a sua palavra fosse consolo ou paz. Desejava o bem de todos, sem cogitar de onde procediam, para onde iam, a qual escola ou partido político pertenciam. Não era dado a examinar procedências para servir, pois via a todos como filhos de Deus.

Francisco de Assis mostra o quanto vale o amor e faz a humanidade conhecer aquele Cristo de há dois mil anos, fundindo e refundindo todas as virtudes, na expressão que a sua vida nos oferta. Francisco venceu a morte porque venceu as imperfeições, lutou contra os instintos inferiores e alcançou a vitória sobre os inimigos internos, consolidou os dons espirituais no coração e irradiou o Bem em todas as direções.

Foi bom. Foi justo. Foi honesto. Foi feliz. Foi trabalhador. Foi irmão. Foi perdão. Foi manso. Foi energético. Foi compreensivo. Foi caridoso. Foi carinhoso. Foi pai. Foi tolerante. Foi humilde. Foi pastor. Foi santo. Foi místico. Foi homem. Foi Anjo.

Porque cultivou um jardim de virtudes dentro do coração, na presença do Cristo e na lavoura de Deus.”

 

Espero que tenham gostado dessa parte do curso, eu gostei bastante, pois amparo sempre foi meu principal motivador para a busca da projeção.

Abraços fraternos, até o próximo áudio. 😉

 

Mais Conteúdo nas Redes Sociais. Assine! Curta! Compartilhe! Ajude a Divulgar Notícias do Bem! 😉

  facebookpng  instagrampng    twitterpng

 

Voltar para a página inicial.

 


Fonte: Grupo Viagem Astral – Curso básico de projeção astral 

Imagens utilizadas: http://www.viagemastral.com/site/category/multimidia/papeisdeparede/


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *