Curso básico sobre projeção astral, gravado em 2007, somente em áudio, pelo estudioso sobre projeção astral, Saulo Calderon. Neste áudio, explicações sobre as energias e suas relações com as experiências fora do corpo, e explicações sobre os chacras.

*Ressalto que aqui possui uma grande parte do que foi falado no segundo áudio do curso e também alguns pontos acrescentados por mim. Para as pessoas que se interessam de fato pela projeção astral, sugiro fortemente ouvirem os áudios, pois muito do que foi explicado de forma detalhada não foi redigido no post. Acesse o curso básico no site do próprio Saulo, o Grupo Viagem Astral.

As Energias e Suas Relações Com as Experiências Fora do Corpo

“Só não sai do corpo quem não trabalha suas energias.” E quanto mais trabalhamos / cuidamos da nossa energia, mais necessidade e mais responsabilidades nós temos. Temos que cuidar da nossa sintonia sempre, estarmos vigilantes conosco mesmos o tempo todo.

Importante fazer uso do bom senso e da razão, mas ouvir o curso de forma aberta, com a mente aberta, o que auxilia muito no aprendizado.

A crença é secundária, não existe apenas uma verdade e não o mais certo ou o mais errado.

A repercussão das nossas energias é o que sentimos, o que pensamos. 

Chacra esplênico, importante para drenar energia. Com este chacra ativado, temos mais facilidade de sair do corpo. Não é simples ativar esse chacra, não conseguimos desbloquear ou ativá-lo sozinho, necessário auxílio da espiritualidade.

Cada pessoa é “preparada” energeticamente (antes de nascer) de acordo com determinado processo que ela vai precisar passar na vida, como no caso de médiuns e pessoas mais sensíveis aos fenômenos parapsíquicos. Na maior parte das vezes essa preparação é escolhida pelo próprio espírito, para que o auxilie a conseguir seguir seu caminho numa nova encarnação, numa nova vida, sem se perder.

Nascemos com os chacras alinhados, mas a nossa forma de vida, nossas escolhas, nossas atitudes desalinham os nosso chacras, desalinham as energias dos chacras. Um desequilíbrio emocional, um desequilíbrio de alguma atitude mais negativa para nossa encarnação. Todas as sensações desalinhadas interferem no equilíbrio dos chacras.

Essas são explicações que justificam porque para alguns é mais fácil sair do corpo e para outros não.

Todas as pessoas conseguem sair do corpo conscientemente, mas para isso, é necessário estar com os chacras alinhados e com uma energia equilibrada e mais sutil.

O que é Corpo Energético ou Duplo Etérico

Existem vários nomes para o corpo energético, como duplo etérico, que é o mais conhecido deles.

Trata-se de um envólucro energético, vibratório, luminoso, vaporoso e provisório, que co-existe estruturalmente com o corpo físico. Encontra-se ao redor de todo o corpo físico e internamente também. Está ligado a doação e exteriorização de energias, pois no duplo etérico é que se situam os chacras, os centros de forças.

Localização (“Espaço Físico”) do Corpo Energético

Como na explicação do áudio 1, este corpo faz o intermédio entre o corpo físico e o corpo astral. Sendo que numa explicação simples passada pelo Saulo seria:

Corpo físico vibra numa frequência A

Corpo energético vibra numa frequência B (“localização de frequência”)

Corpo astral vibra numa frequência C

Para sair do corpo, necessário mexer com as energias do corpo energético.

Alguns outros nomes que são dados ao corpo energético: duplo etérico, corpo etérico, corpo vital, corpo prânico, veículos de prana, corpo mioplástico, corpo biocósmico, corpo energético, primeiro corpo de energia, corpo de áfano, corpo efêmero, veículo de vitalidade, corpo de vitalidade, casta luminosa, reflexo do corpo físico, aerossoma, madura energética, contra corpo, corpo vital, humano, corpo bardo, corpo biocósmico, dentre outros.

Qual a Composição do Corpo Energético?

É constituído de fluído vital.

Qual é o Limite do Corpo Energético?

A repercussão do corpo energético ao redor do corpo físico trata-se de um pouco mais de 1 centímetro. Saulo deu um exemplo, que seria como olhar para a lua cheia, vemos a lua forte ao centro e ao redor vemos aquela luz que se expande, uma luz mais forte. Esse seria o limite energético. A energia vai se soltando e vai formando a nossa aura, a repercussão de tudo que o somos está ali.

Quando vamos deitar, o corpo energético automaticamente começa a se expandir, a abrir a aura, para realizar o processo de soltura do corpo astral do corpo físico. Essa repercussão chega entre 2 a 4 metros.

O que é Acoplamento Áurico?

Como a nossa aura, nosso espaço do corpo energético pode chegar a 4 metros de distância do corpo físico,  ao aproximar-se de outra pessoa a aura dessas duas pessoas se fundem, onde ocorre uma interfusão entre as auras e consequentemente uma interrelação entre as energias, pensamentos e sentimentos entre os dois seres. Quanto maior for a relação entre essas duas pessoas, mais profundo ocorrera o acoplamento entre as auras e maior será a troca energética.

Como é a Coloração da Aura?

Branco acinzentado, conforme menciona Saulo no curso, mas já ouvi que a cor de nossa aura varia muito de acordo com nosso estado energético. Qualquer pessoa motivada, treinada, consegue ver a aura de alguém. Necessário se cuidar sempre, pois nossa aura remete o que sentimos, nossos pensamentos.

O que é Cordão de Prata?

É uma expansão energética, é um laço fluídico que liga o corpo físico ao corpo astral.

Quando saímos do corpo, nossas energias começam a se expandir e toda essa energia forma um único cordão, o cordão de prata. O termo surgiu da bíblia. (Eclesiastes, capítulo 12, versículo 6.)

É constituído de inconstáveis filamentos, que se juntam e formam um filamento único, principal.

Não há a possibilidade do cordão ser cortado ou desligado do corpo numa projeção astral.

Como é a Estrutura do Cordão de Prata?

Possui uma estrutura energética, de energia vital. Tem como sede todas as estruturas moleculares do organismo, sendo a mais importante o sistema nervoso (parte cerebral).

Onde se Localiza o Cordão de Prata?

Alguns observam que o cordão sai da nuca, outros que sai do umbigo. Essa diferenciação de locais é devido a uma diferenciação de energias mais densas e energias mais sutis (menos densas), mas o local mais comum é a nuca.

Qual é a Cor do Cordão de Prata?

As cores variam de pessoa para pessoa, embora o aspecto brilhante seja mais comum em pessoas que se projetam com lucidez.

Quais São os Outros Nomes do Cordão de Prata?

Cordão astral, laço fluídico, amarração do psicossoma, ânconra do psicossoma, apêndice estranho, apêndice prateado, laço aeriforme, barbante de luz, barbante enfumaçado, barbante impalpável, cabo astral, cabo do escafandro físico, canal de animação, canal multicomplexo extra físico, carcereiro do corpo astral, causa fosforescente, corda da vida, cordão magnético, cordão nebuloso, cordão perispiritual cordão prateado, cordão psíquico, cordão vital, cordão magnético, cordão vivo, cordel de prata, cordinha luminosa, dentre outros.

Qual é a Faixa de Atividade do Cordão de Prata?

A faixa de atividade do cordão de prata é a aura, como na explicação da visão da lua repassada acima, no tópico sobre o limite do corpo energético.

O Que é e Para Que Serve os Chacras?

Somos compostos de vários corpos, do mais denso aos mais sutis e os chacras funcionam como “bombas” ou válvulas que regulam o fluxo da energia vital através de nosso sistema energético.

O chacras existem para drenar a energia vital.

São 7 os principais chacras, mas temos milhares de chacras no nosso corpo. Abaixo os 7 principais e algumas de suas características:

Chacra Coronário

Localização: no topo da cabeça;

Ligado: à glândula pineal;

Cor: violeta, branco fosforescente ou dourado;

Responsável: pela irrigação energética do cérebro e por onde recebemos energia externa;

Bem desenvolvido: auxilia na lembrança das experiências fora do corpo;

Trata-se do chacra mais importante.

Chacra Frontal

Localização: fronte, centro da testa;

Ligado: à glândula hipófise – pituitaria;

Cor: branco azulado, amarelado, esverdeado;

Responsável: pela energização dos olhos e nariz;

Bem desenvolvido: facilita a clarividência e a intuição;

Muito ativo, apresenta uma sensação de calor, parece que tem um dedo na testa. Para sair do corpo, necessário ter esse chakra bem desenvolvido.

Chacra Laríngeo

Localização: garganta;

Ligado: à glândula da tireoide;

Cor: azul celeste, lilás, branco prateado ou rosa;

Responsável: pela energização da garganta, boca e órgãos respiratórios;

Bem desenvolvido: facilita a psicofonia (mediunidade de incorporação) e a clariaudiência (capacidade de ouvir);

Considerado um filtro energético que bloqueia as energias emocionais, para que elas não cheguem até aos chacras da cabeça. Responsável pela expressão criativa e pela comunicação do ser humano.

Chacra Cardíaco

Localização: cento do peito;

Ligado: à glândula timo;

Cor: verde a amarelo ouro;

Responsável: energização do sistema cardiorrespiratório. É um canal de movimentação de sentimentos. Trata-se do chacra mais afetado pelo desequilíbrio emocional;

Bem desenvolvido: torna-se um canal de amor para o trabalho e assistência espiritual;

Com este chakra bloqueado, a pessoa sente depressão, angústia, irritação ou pontadas no peito.

Chacra Umbilical

Localização: 1 centimetro acima do umbigo;

Ligado: ao pâncreas;

Cor: amarelo, verde forte e vermelho;

Responsável: pela energização do sistema digestivo. É considerado o chacra das emoções inferiores;

Bem desenvolvido: facilita as percepções das energias ambientais;

Este chakra bloqueado causa medo, enjôo ou irritação.

Chacra Sacro

Localização: baixo ventre;

Ligado: aos testículos nos homens e ovários nas mulheres;

Cor: laranja, roxo ou vermelho;

Responsável: pela energização dos órgãos sexuais;

Bem desenvolvido: estimula o melhor funcionamento dos outros chacras, é o chacra da troca sexual e da alegria;

Este chakra bloqueado causa impotência sexual ou desânimo e quando super-excitado causa intenso desejo sexual.

Chacra Básico

Localização: base da coluna;

Ligado: às glândulas supra renais;

Cor: vermelho;

Responsável: pela absorção do *Kundalini e pelo estímulo direto da energização do corpo e da circulação do sangue.

Estes são os 7 chacras principais. Abaixo um pouco sobre o chacra esplênico:

Chacra Esplênico

Localização: em cima do baço;

Ligado: não está ligado a nenhuma glândula;

Cor: rosa, amarelo, verde claro;

Responsável: pela energização do baço;

Bem desenvolvido: favorece uma soltura energética maior (resumindo o que foi falado).

Considerado um dínamo do corpo humano, pois é através dele que penetra uma parte da energia prana do ambiente.

Estas foram as informações que aprendi e que gostaria de registrar e compartilhar.

Até a próxima, muita paz e muita luz para todos nós. ♥

– Nota:

*Kundalini – do sânscrito – significa literalmente “enroscada”. Esse nome deve-se ao seu movimento ondulatório que lembra o movimento de uma serpente. Daí a expressão esotérica “fogo serpentino”. Ela também é chamada pelos iogues de “Shakti” – do sânscrito – a força divina aninhada na base da coluna.

Kundalini nada tem a ver com o sexo diretamente, muito embora seja a energia que ativa e vitaliza a sexualidade. Devido à prática de exercícios tântricos que envolvem a contenção do orgasmo, quando esse conhecimento chegou ao Ocidente foi logo desvirtuado. Hoje, esse tema surge associado a rituais e posturas sexuais aqui no Ocidente. No entanto, o despertar da kundalini é um processo puramente espiritual e energético em essência. Envolve a ativação dos chacras, principalmente do chacra cardíaco, que equilibra e distribui corretamente o fluxo ascendente da shakti ao longo dos nádis. Não significa acender um foguete esotérico no traseiro e decolar pelos nádis ao longo da coluna, como muita gente imagina. “Acender” não significa necessariamente “ascender”.

Particularmente, não gosto do processo de despertar da kundalini que é feito por grupos esotéricos ocidentais. Prefiro o trabalho mais energético e naturalista do Yoga.

Kundalini é um tema complexo e o seu estudo envolve o conhecimento aprofundado dos chacras, dos nádis que correm ao longo da coluna – ida, pingala e sushumna -, e das glândulas endócrinas, bem como um conhecimento básico dos yantras e bijas-mantras específicos para sua ativação.

Obs.: Os nádis são os condutos sutis de transporte de energia pelo sistema. Há milhares deles interligando vibracionalmente vários pontos energéticos no corpo sutil. Estão correlacionados com os mesmos pontos no corpo denso. Contudo, apenas dez deles é que são de grande importância na ativação dos chacras e da kundalini. E desses, são três os principais: Ida, Píngala e Sushumna.

Esses nádis são importantes porque correm ao longo do duplo etérico da coluna, onde estão situadas as raízes dos chacras principais.

 

Um grande abraço, muita paz para todos nós e até a próxima! 😉

 


Fonte: Grupo Viagem Astral – Curso básico de projeção astral 

Imagens utilizadas: http://www.viagemastral.com/site/category/multimidia/papeisdeparede/

Fonte da nota: IPPB – 

 


Fique à vontade para entrar em contato comigo através do formulário abaixo. 💌

[contact-form][contact-field label=’Nome’ type=’name’ required=’1’/][contact-field label=’Email’ type=’email’ required=’1’/][contact-field label=’Comentário’ type=’textarea’ required=’1’/][/contact-form]


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *