Curso básico sobre projeção astral, gravado em 2007, somente em áudio, pelo estudioso sobre o assunto, Saulo Calderon. Neste áudio o tema é moral e projeção astral; projeção e evolução; dimensões astrais e mentais.

*Ressalto que aqui possui grande parte do que foi falado no áudio e também alguns pontos acrescentados por mim. Para as pessoas que se interessam de fato pela projeção astral, sugiro fortemente ouvirem todos os áudios, pois muito do que foi explicado de forma detalhada não foi redigido no post. Acesse o curso básico no site do próprio Saulo, o Grupo Viagem Astral.

 

Moral e Projeção Astral

“Difícil não é sair do corpo, difícil é estar bem dentro e fora do corpo.”

Saulo inicia o áudio mencionado que cada um é responsável por suas ações e por desempenhar suas  atividades da forma com achar melhor. Posiciona que não ouvir essa parte do curso não vai interferir na capacidade de sair do corpo, mas alerta que, caso saiamos do corpo sem nenhuma base comportamental, sem moral alguma, não veremos coisas boas. Reforça ainda a importância de termos uma boa base em reforma íntima, boas sintonias, equilíbrio emocional e comportamental, bons pensamentos, capacidade de elevarmos a sintonia, dentre tantas outras ações que nos impulsionam para uma boa índole.

Não somos perfeitos e estamos longe disso, mas o pouco que começarmos a fazer para o nosso bem interior, refletirá como um imã de boas vibrações em nossa direção.

Logo após ele passa uma mensagem do grande pesquisador e divulgador da projeção astral e espiritualidade, Wagner Borges:

 “Caro viajor, enquanto você abre a página de um livro sobre projeção consciente….

Posterior a mensagem, Saulo menciona a importância de procurarmos ter paciência com as pessoas difíceis, com as pessoas que nos requerem mais serenidade, mais paciência. Precisamos entender que estes estão num momento que não conseguem enxergar o que passam, e que o que necessitam nessas horas é de nossa compaixão.

Neste ponto, Saulo menciona ainda:

Quando você estiver fora do corpo, procure não julgar o que você vai ver. Há de tudo fora do corpo. Espíritos desencarnados com ódio, pessoas com dificuldades de entendimentos, agressivas em suas ilusões. Seres que acreditavam que tudo seria diferente, que as coisas não aconteceram da forma como eles esperavam, crenças em diversas religiões. Seitas, coisas sem lógicas, que muitos acreditam e outros acham loucura. Assim como aqui na terra também há.

Importante é estar bem consigo mesmo, se estamos bem conosco mesmos, não iremos julgar, criticar, falar mal. E se alguém pensa diferente, é de outra religião, seja qual for a escolha, do bem ou do mal, eu vou procurar respeitar e não debater de frente com os ideais do outro.

Nunca tente mudar as ideias de alguém somente por serem diferentes da sua.

Tenha claro suas convicções de acordo com o que você conhece no momento atual de sua vida, mas respeitando as diferenças de pensamentos, ideais e conhecimentos entre os seres.

Vivemos numa sociedade onde a cultura nos tira a lucidez para a espiritualidade.

Você será julgado, mal visto e muitas vezes atacado de forma maldosa, inclusive pelos seus familiares e amigos. Porém, serão tão grandes os benefícios de conectar-se com boas energias, que esses ataques não terão peso perto de tudo o que lhe será apresentado através da busca espiritual. A paz que alcançará será tão grande que só pensarás em repassá-la adiante, independentemente de onde estejas e com quem estejas.

Em determinado momento no áudio é falado sobre a solidão nesses processos, onde você não terá muito com quem conversar. Poderá se ver sozinho e não ter com quem dividir sobre angústias e tristezas visualizadas em projeções de amparo espiritual com seres sofredores. Muitas vezes, nesse tipo de atendimento, você sentirá o que o outro emana; suas dores, tristezas e sofrimentos. Em contrapartida, ocorrerão encontros com seres sublimes, que se aproximarão de você por pura sintonia, onde sentirás todo esse amor, toda essa paz que emanam destes seres que já superaram a densidade. Infelizmente também poderá se ver sozinho, sem ter com quem compartilhar essas experiências, pois nossa sociedade ainda vive muito ligada à matéria.

Tudo que está ao nosso redor é consequência das nossas escolhas. Haja sempre de uma forma equilibrada.

Você é totalmente responsável por seus pensamentos, ações, sentimentos e pelas pessoas que você cativou.

Você é que vai desencadear suas experiências extracorpóreas de acordo com sua mentalidade e sintonia.

Não culpe a ninguém nem a você mesmo, pois a autoculpa é a doença da alma, muito difícil de ser curada.

Procure na medida do possível equilibrar-se, mas sabendo que tudo vem aos poucos.

Mudanças bruscas e repentinas é fogo de palha; quando a palha pego fogo de uma vez, solta muita fumaça e confunde tudo e todos ao redor.

Faça aos poucos, no seu ritmo, siga no ritmo que o coração sugere, sem te acomodar, nem lhe incomodar.

A paz não é a quantidade de obras que você faz, mas a qualidade das mesmas.

Faça sua parte para a sua melhoria interna e consequentemente melhorar o mundo.

Continue claro, sempre utilizando discernimento, nunca perca seu lado científico, de pesquisador. Seja pé no chão, mas a projeção vai lhe dar uma visão além disso, algo maior, uma melhor compreensão das religiões, você obterá a liberdade de pensar que não importa onde estamos, nem o que defendemos, nem o que somos, pois lá fora seremos iguais, seremos vistos e veremos da mesma forma como todos nós somos, sem máscaras, sem disfarces.

Fora da matéria do corpo denso, ninguém consegue aparentar o que não é.

Observe a tudo e a todos com ética, respeito e compreensão.

Dimensões Mentais e Astrais

Dimensões Mentais

Muito raras de serem acessadas. Como vimos em áudios anteriores, temos um veículo de manifestação da consciência, chamado corpo mental. É difícil falar sobre este, pois trata-se de um corpo que não tem forma, tamanho, nem tempo e espaço. Movimenta-se praticamente instantaneamente, pode chegar a enxergar em 360º. Não há mais neste corpo emoções desequilibradas, pois ele é desprovido do corpo emocional. A consciência vibra numa velocidade tão fantástica, que em segundos é possível ver, ler, sentir e observar de uma forma completa, várias vidas de alguém em instantes, as vezes imediatamente. Somente espíritos de alta capacidade e equilíbrio conseguem ficar nele por muito tempo e até não usarem mais o corpo astral, como nos casos dos espíritos que não encarnam mais. Projetores são raríssimas as vezes que se projetam assim. É possível, claro, mas preciso é que esteja-se num equilíbrio geral muito grande para esse feito.

Saulo cita alguns livros que mencionam as diversas dimensões:

  • Nosso Lar de Chico Xavier (fala um pouco);
  • Caminhos de Um Aprendiz, de Ralu Gamashi,
  • Cidades no Além, livro que cita várias dimensões, explica sobre as zonas troposféricas, zonas umbralinas e outras dimensões astrais mais sutis, como as mentais e causais (zona ainda mais sutil que a mental e incompreensível para nosso estágio evolutivo, incompreensível para nós assim como a definição de eternidade; onde dizem que: “Não é porque não existe um fim, mas porque nunca existiu um começo.”).

Há sete dimensiones astrais e estas são entrelaçadas, sendo que as três primeiras, são conhecidas como zonas troposféricas, também chamadas de dimensões umbralinas, as outras são mais sutis, dimensões em que os espíritos aguardam (estudando e trabalhando) a oportunidade de reencarnarem. Outros já não precisam mais reencarnar e trabalham em prol do planeta.

Primeira Frequência ou Primeira Dimensão

 Quando saímos do corpo, a primeira dimensão que normalmente vemos/acessamos é a dimensão troposférica, é a primeira frequência, é a dimensão que fica mais perto do corpo. Ela e a única em que é possível termos acesso de uma forma mais ampla ao corpo fisico, é nela que os espíritos interagem com as pessoas. É ali que conseguimos ver tantas coisas do plano material quanto da dimensão troposférica (tanto da dimensão astral quanto da dimensão física). Nela ficam os espíritos que são muito apegados, sofridos; os enfermos, os que ficaram presos por ligações emocionais, ódio, materialismo, culpa, doenças erros ou todos os processos de repercussões de suas atitudes. É também nessa dimensão que ocorre o processo dos assédios desencarnados com os desencarnados por sintonia de proximidade.

Segunda Frequência ou Segunda Dimensão

A segunda frequência também é pesada, é nela que estão os sofrimentos mais escondidos, nessa segunda dimensão não se tem mais acesso ao corpo físico, energicamente se tem o acesso ao corpo, mas não se tem mais a visão do corpo físico. Nessa segunda dimensão há várias regiões diferentes, como os vale dos suicidas, vale dos drogados, vale do sexualismo, vale do grito, vale da dor, vale da podridão, vale da tristeza, vale da corrupção. Há também espíritos que vivem na ilusão, que não ficam em nenhum desses lugares, mas sim, nas ilusões do dia a dia de sua última encarnação, nas suas casas ou em hospitais etc. Na segunda e na terceira frequência também existem os socorros espirituais. Fazendo como se fosse um ponto de apoio para lugares mais altos, existe todo um trabalho de amparo, é gigantesca a organização espiritual, onde cada lugar que há sofrimento a ajuda também está lá.

Terceira Frequência ou Terceira Dimensão

Ficam várias criaturas que também sofrem, mas num processo mais ilusório, pois a dores mais intensas acontecem na primeira e segunda dimensão, que são as zonas mais pesadas. Na terceira dimensão ficam as colônias espirituais; são os centros de apoios para o alto, onde ficam morando vários espíritos. Como exemplo, a colônia Nosso Lar, que fica situada “em cima” da cidade do Rio de Janeiro, psicografada por Chico Xavier através do Espírito André Luiz no livro de mesmo título: Nosso Lar.

Para os projetores, um conselho bom é saber o que fazer em cada dimensão. O ideal é saber em qual dimensão estamos. Para isso, faça alguns testes.

  • Dê uns pulos, veja se consegue pular alto;
  • Feche os olhos, observe o ambiente, sinta a sua energia;
  • Veja se está fácil se movimentar;
  • Olhe para cada coisa, observe cada objeto, veja se consegue ver claramente;

Não tente pular de um prédio ou um lugar alto, pois devido a dimensão em que se encontra, você pode cair e perder a experiência.

Procure estar conectado com o amparo, que após o trabalho de doação, você aprimora as energias e muda naturalmente de dimensão o até mesmo muda de frequência e consegue voar mais fácil.

Uma técnica para volitação, para voar mais fácil, é deixar a energia do ambiente passar por dentro de você, do seu corpo espiritual. Entra pelas mãos, pela cabeça, passa por todo seu corpo e sai pelos pés.

A mudança de frequência se dá pela sintonia, pela melhora dos pensamentos, pela energia mais leve, desbloqueada e limpa, o que dá para fazer ainda no corpo, em vigília. A melhor forma se se manter bem sintonizado é fazendo uma prece, solicite ajuda antes de sair do corpo. Muitos mentores criam na frente do projetor um portal dimensional, uma luz parecendo um túnel, uma forma redonda brilhante. Aquele portal serve para nos levar direto para o ambiente propício ao qual devemos chegar naquela determinada experiência.

Quarta Dimensão

Acima da terceira dimensão já não existe mais sofrimento, já não é mais zona umbralina.

*Da 2 dimensão para cima a plasmagem começa a ser forte, a possibilidade de você utilizar a mente para movimentar objetos, criar coisas, voar mais fácil, porém numa quarta dimensão a possibilidade de voar é ainda mais fácil, também plasmar objetos. E nestas dimensões, encontram-se somente os espíritos mais equilibrados, conscientes da sua situação e do planeta como um todo.

Quinta Dimensão

A partir dessa dimensão tudo é ainda melhor, é onde normalmente ficam os mentores, os amparados que trabalham com o auxílio ao planeta.

Sexta e Sétima Dimensão

Os espíritos que estão nessa frequência basicamente não precisam mais reencarnar,Quando reencarnam é por missão, para auxiliar alguém ou ao planeta como um todo. Eles trabalham com o auxílio às dimensões mais baixas, recebem energia do alto e ajudam os que estão nas dimensão mais baixas.

Acima da Sétima dimensão Astral começam os processos das dimensões mentais, porém não quer dizer que elas estejam necessariamente interligadas, pois é possível estar em corpo mental na dimensão astral. A dimensão mental está entrelaçada com as outras dimensões e é possível interagir, porém em outra frequência. Somente os mentores mais evoluídos conseguem isso. É impossível do corpo astral chegar na dimensão mental, mas é possível ao corpo mental chegar a dimensão física sem sentir nenhum tipo de agonia, é como se ele tivesse isolado.

As leis que regem as dimensões são outras, as regras físicas não são as mesmas e por isso tempo, espaço, tudo muda.

Para se ter uma ideia da importância de se trabalhar as energias e de como ficam as energias de um projetor:

Uma pessoa que não tem um trabalho de amparo como reiki, passe, que não trabalha suas energias conscientemente, ela emite uma aura de cerca de 10, 20 ou 30cm em média.

Uma pessoa parapsiquicamente desenvolvida, que tem uma mediunidade trabalhada, aplica reiki, passe, possui uma noção de ética, está mentalmente equilibrada, ela emite uma aura três vezes essa medida ou mais.

A movimentação nas dimensões pode ser feitas de 2 modos básicos:

  1. Você pode ir de um lugar para outro, dentro de uma mesma dimensão ou;
  2. Você pode ir de uma dimensão para a outra.

Quando você se encontrar projetado numa dimensão pesada, mais umbralina, procure logo ser útil e não ficar ali a deriva, pois é natural que você tenha uma mudança de lucidez, isso é por causa do ambiente. E para não ficar viajando nas ilusões dessas dimensões, coloque-se logo a disposição do amparo e assim que terminar, procure na medida do possível voltar logo para o corpo, para que não perca a rememoração da experiência. Essas dimensões mais umbralinas nos dão vários momentos de lucidez, ou seja, variações na consciência, então tome cuidado para que você não fique fora do corpo por muito tempo.

A nossa consciência em si não dorme; a aura humana, a repercussão energética das pessoas não param jamais. Há uma pequena dimensão energética chamada dimenér. Fica entre o campo energético e o campo material, onde é possível estar consciente ali também. É uma variação que fica entre a primeira dimensão troposférica e a material, onde fica o nosso campo energético. Ela é limitada, pois trata-se apenas de uma passagem, onde pode inclusive passar até a sensação de dupla consciência, a sensação de que se está em dois lugares ao mesmo tempo.

Saulo finaliza deixando uma bela mensagem que escreveu intuído por alguma entidade de luz:

“Meu irmão,

Há um chamado, uma voz sutil em cada beco, em cada lugar escuro, em cada hospital, em cada sofrimento, em cada coração necessitado.

Uma voz que pergunta:

Quem quer ajudar?

Quem quer estar perto dos que estão desprovidos de saúde, do ter, dos que estão carentes, quem quer trabalhar na tarefa do esclarecimento, quem quer trabalhar consolando, alimentando, servindo a todos sem olhar a quem, sem ego?

Não é preciso ser perfeito não, isso é urgente e que seja já.

Apesar de sutil, às vezes esse chamado vem como um grito de dor, um pedido de ajuda que ecoa por toda parte.

A Lucidez não está mesmo no corpo, a Lucidez não está fora do corpo, a Lucidez está dentro de nós, aqui e agora.

Fácil é estar lúcido, fácil é querer sair do corpo, sempre difícil é estar conectado na boa vontade de querer ajudar e ser útil, dentro ou fora do corpo .

Todos nós somos carentes, todos nós somos necessitados de amparo. Mas existem algumas almas que conseguem respirar melhor, conseguem passar melhor pelas tribulações, pelas vicissitudes, mas elas não são melhores que os outros, elas só tem uma diferença: A capacidade de saírem de si mesmas, para ajudar os universos paralelos, seus irmãos e com isso, sentem a magia do chamado e o vivenciam e esse chamado não vem para somente lhe levar a servir, mas também para lhe dizer:

“Eis o único caminho para a felicidade mais pura, para o bem estar interno e para a conexão como alto e este caminho é: Servir, Servir e Servir.”

A voz está aqui agora, o chamado está aqui agora, você consegue ouvir?

Feche os olhos também, pois à vezes só é possível sentir.

E assim finalizamos este trabalho de hoje e quando deitar seu corpo no leito, pense nisso.

E quando se levantar, leve o chamado dentro de você, no fundo da sua alma, observe com os olhos da alegria de poder ser útil a cada segundo e dar um presente, deixar um presente, por menor que seja, por mais simples que seja onde passar e seja luz onde passar, não estarás só e não tenha medo do serviço do bem, pois a recompensa é grandiosa e correrá um risco de sentir algo bem estranho para nós seres humanos: PAZ INTERNA.

Muita paz, meus queridos irmãos. (Saulo Calderon, Aúdio 9 do curso Básico de projeção astral aos 54:15min)”

 

Linda mensagem e muito edificante este áudio! Muita paz a todos, até o próximo! ❤️ ✨

 

Mais Conteúdo nas Redes Sociais. Assine! Curta! Compartilhe! Ajude a Divulgar Notícias do Bem! 😉

  facebookpng  instagrampng    twitterpng

 

Voltar para a página inicial.

 


Fonte: Grupo Viagem Astral – Curso básico de projeção astral 

Imagens utilizadas: http://www.viagemastral.com/site/category/multimidia/papeisdeparede/


2 comentários

janete · 14/03/2017 às 18:42

muito bom o seu artigo

    Érica · 15/03/2017 às 01:06

    Olá! Obrigada pelo comentário. Fico feliz que tenha gostado.
    Muita paz e luz em ti!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *