O Poder da sua Fala

A cada segundo do seu dia você tem a escolha de usar a sua voz para abençoar ou amaldiçoar. Essa é uma das formas de definir o tipo de energia que você quer vibrar, guiada pelo seu nível de consciência.

Como sabemos, a fala é originalmente instrumento de cura e conexão, mas como todos os outros instrumentos existentes, muitas vezes, é utilizado em uma versão mais densa, aquela que desequilibra seu campo energético e causa mau estar em outras pessoas.

Cada vez que você fala algo, você reforça isso não só no seu cérebro, mas também na sua Consciência Maior – no seu processo de autodesenvolvimento como ser de luz e amor. Portanto, atenção com as frases negativas: “Não posso”, “Não consigo”, “Não sou capaz”, “Não tenho coragem”, Não sou boa o suficiente”. Esse tipo de fala se tornou tão comum que as pessoas não percebem o quanto o poder dessas expressões as guia justamente para aquela direção que não desejam. Se você ainda não sente no seu coração que pode, consegue, é capaz ou tem coragem, comece fazendo essas afirmações positivas mesmo sem acreditar nelas. Você estará mudando e reforçando novos padrões no seu cérebro, ao mesmo tempo em que trabalha várias crenças limitantes.

Seu chakra laríngeo se mantém ativado e equilibrado quando escolhe proferir palavras de apoio, orientações positivas, elogios. Você o desequilibra quando externaliza pensamentos de ódio, frustração, depreciação. Não são apenas palavras que saem de você, mas toda uma energia existente nelas.

Antes mesmo de pronunciadas, quando ainda são apenas pensamentos – muitas vezes persistentes, repetitivos, as palavras vão criando campos de energia de alta ou baixa frequência – as chamadas “formas-pensamento”. São como novos seres gerados a partir de você mesma, e que são responsáveis em potencializar aquela energia para além da sua aura. Essas formas-pensamento se conectam e se retroalimentam através das formas-pensamento de vibração igual ou parecida de outras pessoas.

Por isso, para você que deseja contribuir para a elevação frequencial do nosso planeta, o ideal é que comece a focar na qualidade dos seus pensamentos e sentimentos. Identificou que não estão muito elevados? Opte por não falar o que pensa naquele momento. Escreva, cante, desenhe, pinte. Transmute tudo isso em forma de arte ao invés da palavra que fere e diminui a você mesma e ao outro.

Comunique apenas quando for algo útil, que ajude o outro a pensar, a se desenvolver de alguma forma. Acesse o campo da sabedoria de ouvir mais e falar menos e com qualidade.

*Veja aqui algumas técnicas para manter seu chakra em equilíbrio:

Ativo e Equilibrado

  • Como esse centro está relacionado a receber aquilo que nos é destinado, se estiver equilibrado a pessoa receberá tudo aquilo que lhe é dado com fluidez, já que está aberta para isso.
  • Esse chacra funciona apropriadamente quando deixamos de censurar os outros pelas nossas falhas e nos aventuramos a criar o que precisamos e o que desejamos.
  • O equilíbrio desse chakra produz calma, serenidade, pureza, voz melodiosa, comando da fala e dos mantras e a capacidade de escrever poesias.
  • Satisfação no trabalho, na vida, e em cada tarefa que se propõe a fazer.
  • Lado artístico bem desenvolvido.
  • Segurança ao falar e facilidade em compreender e se fazer compreensível.

Obstruído e Fechado

  • Dificuldades em se comunicar com clareza, respeito e paciência, e tendência a não se achar criativa por não conseguir expressar seus talentos no mundo.
  • Desconforto na sociedade, na profissão e entre os demais. Esse desconforto pode ser encoberto pelo orgulho, que vai compensar a falta de respeito próprio.
  • Pode desenvolver o medo do fracasso, com receio de criar e ir atrás do que deseja, Isso também é válido para as amizades pessoais e a vida social em geral, onde a pessoa evitará o contato com os outros, e assim evita igualmente a necessidade de revelar-se.
  • Fofocas e demais comentários desnecessários. Antes de falar algo, pense: “O que eu vou falar é verdade? Vai contribuir positivamente para a outra pessoa?” Caso negativo, melhor se abster dessa ação.
  • Medo de falar em público. Forte receio do julgamento externo.

Que essas informações tenham te trazido clareza e a consciência de todo o poder que está em suas mãos. Utilize-o sempre para o Bem Maior.


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.