A Conexão Real com a Fonte

Viver de acordo com a sua verdade, confiar e seguir a intuição, assumir quem você veio ser no mundo, praticar a espiritualidade real. Esse é o caminho ideal para aqueles dispostos a viver uma vida equilibrada e com propósito.

O chakra coronário ou sahashara é o centro de força que nos conecta com o Todo, com o Eu Superior. Através dele recebemos energia pura da Fonte, do Universo. É o chakra da iluminação.

Seguindo a linha de pensamento de que todos nós reencarnamos diversas vezes no planeta Terra, tudo o que experienciamos (desafios e alegrias), representam as maiores oportunidades de autodesenvolvimento, expansão da consciência e, por último e como consequência, o estado de iluminação. Diz-se que esse é o ponto no qual a Consciência volta ao seu estado original de luz e amor, de integração total e ausência do ego, no qual não precisa mais continuar na Roda de Samsara (ciclo reencarnatório), exceto em casos muito específicos. Então, já com todos os chakras e corpos equilibrados (físico, emocional, mental e espiritual), a forma em que o Ser passa a contribuir com a harmonia Universal se transforma.

Como seres que vivem em meio à dualidade, onde existe o “bem” e o “mal”, estamos constantemente oscilando entre energias mais altas e mais densas. Dependendo da sua frequência vibratória em determinado momento, é possível sentir uma forte ou mais fraca conexão espiritual.

Pessoas com esse chakra em desequilíbrio relatam não compreender o sentido da vida, qual o seu papel aqui. Sentem-se perdidas e saudosas de algo que não sabem o quê, de uma realidade diferente dessa. Em estados mais avançados de desconexão, desistem de seguir adiante. Pessoas com esse chakra bem desenvolvido possuem fé ativa. Sabem que para tudo há um propósito, ainda que não consigam ter clareza de qual, e suas comprovações são na base do vivenciar e do sentir. Há algo mais do que os olhos físicos podem ver, os desafios nos permitem crescer, e sem dúvidas estamos sempre amparadas.

Existe o caminho da espiritualidade sem dogmas, em que não há a necessidade de pertencer a determinada religião. Caso a pessoa sinta de se desenvolver dentro de uma religião, que seja de forma consciente e mantendo a mente aberta, porém jamais em busca de encontrar a completude por meio de algo vindo do externo; ou até mesmo pela necessidade de ter um mestre ou guru que lhe diga o que fazer; ou ainda, por seguir o que outros dizem ser o certo. A espiritualidade real é aquela na qual você encontra um porto-seguro dentro de você, um espaço sem julgamentos e com muito mais leveza e acolhimento. Onde você pode fechar os olhos, entrar em contato com o Todo – sem intermediários, sentir-se parte de tudo, e testemunhar o Amor acontecendo.

Informações Sobre o Chakra Coronário

  • Nome em sânscrito: SAHASRARA, que significa “lótus das mil pétalas”.
  • Sua cor é violeta.
  • Situa-se no alto da cabeça.
  • Corresponde ao plexo cerebral e está ligado à glândula pineal (epífise), que é responsável pela produção de melatonina (substância que regula o sono e outros ritmos biológicos).
  • Rege o cérebro e não possui nenhum bija mantra (som) e elemento relacionado.
  • Este lótus aparece circundado por mil pétalas, o que significa que para ele convergem mil nadis (dutos de energia).
  • Sua função é a espiritualidade e a iluminação.
  • Este chakra só é ativado quando a energia ígnea, conhecida como kundalini, chega até ele. Após ter atravessado e ativado os outros seis chakras, fazendo com que a pessoa atinja o nirvana (iluminação e libertação). Portanto, o equilíbrio deste chakra se dá somente após todos os outros.
  • Está associado à conexão da pessoa com sua espiritualidade e a integração de todo o seu ser: físico, emocional, mental e espiritual.

Como Consciências encarnadas, estamos aqui não para atingir a iluminação nesta vida, mas para buscar, diligentemente, o equilíbrio de todos os nossos chakras, focando em sermos pessoas cada dia melhores com nós mesmos e com todos os seres. Dessa forma, nossa relação com a Fonte será cada vez mais íntima e inteira.

Caminhe sem pressa e ansiedade por chegar em algum lugar. A beleza e o prazer estão em apreciar todo o percurso, se reconhecendo e se libertando, qualquer que seja a linha de chegada.


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.