Ativando a Confiança em sua Sabedoria Interna

Confiar nas orientações que vêm através da intuição é um exercício na prática. Não há outro caminho. É receber e agir, sem esperar certezas, sem procurar entender tudo a nível mental. Questionar demais é o que tira você do campo da fé ativa, bloqueando seu caminho do desenvolvimento intuitivo.

É por meio do chakra frontal que se dá o contato com o Eu Superior e guias espirituais. Essas mensagens são transmitidas da Fonte de forma limpa, com toda a energia de amor, porém, ao entrarem em contato com o nosso cérebro, sofrem interferências que acionam dúvidas sobre a veracidade das informações. Afinal, “O que eu vi, ouvi e senti deve ter sido coisa da minha cabeça!”, ou ainda: “Eu só posso estar louca… isso não faz sentido nenhum… deixa pra lá.” Esse tipo de pensamento já passou por você em alguma situação? Saiba que eles são muito comuns.

O que é preciso entender e internalizar é que a confiança na sabedoria interna é um processo que deve começar pela sua intenção, seguida pela sua ação. Deixar de consultar a todo momento com outras pessoas ou ferramentas (como tarô, astrologia, dentre outras) o seu próximo passo, ou qual decisão você precisa tomar com relação a algo muito importante na sua vida. A primeira e mais confiável fonte de consulta para sair das dúvidas é dentro de você. Silencie. A voz da intuição é sutil demais, difícil senti-la e confiar nela em meio aos barulhos mentais.

Acesso a informações e outras realidades que estão acontecendo neste exato momento, que vão te auxiliar em todas as áreas da vida, também são compartilhados através da prática consistente da meditação. Seja a meditação do silêncio ou a ativa. Aquela que você mais se conectar é a que vai te guiar ao estado de total entrega e presença.

Construa o hábito de comunicar suas questões, pedindo clareza, que a resposta virá – se não naquele instante, mais tarde através de outras pessoas, situações, sincronicidades, sensações no corpo físico, etc. Mas o que acontece, na maioria das vezes, é que apesar dos sinais serem bastante claros, a mente humana persiste no padrão da dúvida, inventa desculpas que fazem sentido ao ego e cria inúmeras dificuldades para entrar na energia da ação. Pedem mas não ficam atentas ao redor. Tudo isso quebra o fluxo e vai fechando o canal. Você não deixa de receber, porém deixa de ver e compreender – o que gera o falso pensamento de que todo mundo é capaz de acessar a intuição, menos você.

*Assista esta aula complementar para entender mais sobre este chakra:

Informações sobre o Chakra Frontal

  • Nome em sânscrito: AJNA, que significa “o chakra de comando”.
  • Sua cor é o anil (azul escuro).
  • Situa-se no intercílio, que é a região localizada entre as sobrancelhas (este é o famoso “terceiro olho”, que os hindus destacam através do uso de jóias ou tatuagens no meio da testa).
  • Corresponde ao plexo cavernoso e alguns estudiosos mencionam que esse chacra está ligado à glândula pineal e outros à glândula pituitária (hipófise), que é responsável pela segregação da endorfina (hormônio tranquilizante que causa uma agradável sensação de bem-estar).
  • Seu bija mantra (som) que ativa este centro é o OM.
  • Para aqueles que estão vivendo um processo profundo de despertar da Kundalini, várias literaturas mencionam que o chakra Ajna deve ser despertado antes de qualquer outro, pois assim, as forças inconscientes que são liberadas com a profunda abertura dos outros chakras podem ser controladas com segurança.

Psicologia do Chakra Frontal

  • Sabedoria interior, controle, percepção, intuição e a clarividência. Não possui elemento relacionado e rege os olhos e a memória. Também está associado à capacidade de visualizar e compreender os conceitos mentais.
  • É através desse chakra que mantemos contato com os mentores. Ao ativar o chakra frontal entramos em contato com nossa Consciência Superior Interna e Mentor Espiritual – fontes inatas de sabedoria divina, por onde temos acesso ao conhecimento e a sabedoria relacionados a todos os aspectos. Uma concepção confusa e um tanto vaga de se explicar, é necessário passar pela experiência para entender melhor.

*No vídeo abaixo você verá um relato de uma experiência de acesso ao Eu Maior:

Quanto mais você se abre para as mais elevadas energias que querem chegar ao seu campo, mais você entra em comunhão com a vida de verdade.

Confiar para ver, não ver para crer.


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.